Evite esses erros no Instagram e otimize a receita do seu hotel

Redes sociais é, hoje, um local que praticamente todo hotel está presente. Mas, de nada resolve se o posicionamento não for estratégico.

Guilherme Marçola

By Guilherme Marçola

28/09/2018

Com a evolução da tecnologia, principalmente no que diz respeito aos mobile devices, o acesso à internet se tornou praticamente onipresente nas vidas das pessoas que vivem em plena Indútria 4.0.

Agora, adicione isso ao sucesso incontestável do marketing digital e das redes sociais. Pronto, o resultado é uma verdadeira alquimia e ruptura na maneira de como se é praticada a comunicação e o marketing de qualquer marca.

O pai do marketing, Philip Kotler, já abordou com maestria esse assunto – no livro “O Marketing 4.0” – e suas principais influências e mudanças, sobretudo, as que impactaram nas formas de consumo das pessoas.

E se o seu hotel ainda não deu a devida atenção e direcionou esforços estratégicos para essa rede social, sem dúvidas muito dinheiro está ficando na mesa.

Portanto, fique ligado nesse artigo, e veja quais são os pontos que não recomendamos para nenhum hotel, pousada e resort.

A síndrome da automação

O seu hotel é do tipo que usa bots para ganhar seguidores? Directs automatizados, curtidas que surgem do além e comentários mecânicos ao melhor estilo “político em horário eleitoral”?

Pois bem, mas sinto muito, se o seu hotel está utilizando a automação para esses fins, ele está na contramão para construir uma marca humana e que olha para cada indivíduo como um ser único.

Muita gente está condicionada a pensar que só porque o ambiente é digital é necessário robotizar e automatizar tudo. Não é bem assim!

O on-line nada mais é do que um reflexo do mundo físico. Sendo assim, quanto mais personalizada, sensível e humana for a sua atuação, maiores serão as chances de se conectar (através de emoções e sentimentos) com o seu cliente.

Segundo a conceituada empresa norte-americana Skift, a personalização é o nome do jogo para o momento atual do turismo.

Para nós, aqui da Perfectiva, os bots no Instagram de hotéis são viáveis e importantes sim! Mas, para fins de automatização de postagens e monitoramentos, apenas.

O segmento da hospitalidade é muito particular nesse aspecto, pois é um mercado que exige de forma nata um maior contato humano possível nas ações. A experiência se faz, principalmente, através do relacionamento entre pessoas. Seja on ou off.

As pessoas querem se sentir importantes, ouvidas, apreciadas. Ninguém gosta de ser tratado como mais um número, ou apenas mais um direct automatizado de boas-vindas naquele “primeiro contato” com a marca.

Utilizar a tecnologia como vantagem competitiva é algo extremamente valioso e importante, mas desde que seja com sabedoria, inteligência e com uma estratégia que se sustente no longo prazo e transmita o “porquê” da sua marca existir.

O perfil de classificados

É comum muitos hotéis não se atentarem ao quão importante é tornar o perfil do Instagram uma “extensão digital” de experiência. Sim, rede social também é experiência!

A maioria esmagadora apresenta uma avalanche de anúncios na timeline do perfil sem qualquer conexão profunda com a audiência. É anúncio do pacote, da promoção do feriado, da forma de pagamento, etc. São anúncios que não acabam mais. Daí o “estilo classificados”.

E se tem uma coisa que espanta a atenção de um prospecto, de um lead e/ou de um cliente, é quando a sua marca fala sobre algo que remeta à “venda”.

Para falar de vendas é preciso de muita estratégia e direcionamento no discurso e ações. Ninguém quer acompanhar uma marca que só sabe falar do seu produto ou serviço. Isso se torna desinteressante e cansativo. Ou seja, o efeito é o inverso.

E quando um cliente descarta a possibilidade de te acompanhar, dificilmente ele voltará a pensar sobre o caso. A imagem da empresa se torna algo “boring” aos os olhos dele.

Vale dizer que não há o menor problema em oferecer, anunciar e/ou divulgar algo, mas desde que isso não seja um conteúdo predominante em seu perfil e, claro, que seja trabalho da maneira correta e profissional.

Tonar o seu perfil interessante e “sexy” para o público, pode ser um ponto-chave para o sucesso no Instagram e, consequentemente, para as vendas!

Foque primeiro em entregar valor, experiência e gerar um brad awreness positivo, para só então começar a tocar no assunto de vendas.

A imagem que não conversa

Não basta deixar de publicar anúncios aos montes se as fotos e vídeos que “geram valor e experiência” não forem de qualidade.

O mínimo que uma pessoa espera ao procurar informações de um hotel em redes sociais são imagens de qualidade. A imagem precisa “conversar” com o cliente. Ela precisa transmitir de o que o hotel quer e pode oferecer.

Segundo o site jeffbullas.com, 63% dos compradores online consideram a qualidade de fotos e vídeos de um produto mais importante do que as informações específicas dele.

experiência fotográfica

Realizar uma captura de foto ou vídeo em baixa qualidade, com pouca luz, com áudio ruim e/ou qualquer outro fator que desabone o trabalho, pode ser fatal para o seu negócio.

Se analisarmos os perfis de grandes marcas que são referências no Instagram, será possível observar nitidamente o padrão de trabalho que eles utilizam.

Experimente observar os perfis de empresas como Airbnb, Apple, Starbucks, Hilton Hotels, Starwood, etc. Existe um padrão de excelência que conecta em todas elas. O usuário rapidamente prende a sua atenção e eleva o seu imaginário em sensações e experiências.

Conclusão

Está claro que ficar de fora de uma rede social como o Instagram que possui mais de 800 milhões de usuários mundiais, sendo que o Brasil é o terceiro pais com maior participação nesse resultado, pode ser nocivo para o seu hotel.

Entretanto, não basta estar presente sem ter um objetivo claro, estratégia bem definida e muito, mas muito conteúdo que gera valor e experiência.

Esteja com o seu hotel presente e faça o melhor, sempre!. Se destaque da grande massa. Entenda de uma vez por todas que sim, o Instagram é (e continuará sendo por um bom tempo) sim uma arma fantástica para atrair hóspedes de lazer e/ou negócios.

Vender mais, melhor e mais rápido é uma prioridade para o seu hotel? Entre em contato com o nosso time e conheça os nossos serviços de Marketing 4.0.

Compartilhe

Guilherme Marçola
Guilherme Marçola
AUTOR

Especialista em Marketing Hoteleiro, fotógrafo e videomaker profissional. Guilherme é entusiasta de tecnologia, apaixonado por turismo, natureza e belas imagens, além de trabalhar com a aceleração de conteúdos de vídeos e fotos na Perfectiva.

Comentários

Informações

Contato

contato@perfectiva.com.br
(16) 3101 5682
Ribeirão Preto | SP

Newsletter

Walk the talk.